top of page

Águas de Santarém lança certificado de sustentabilidade para a restauração

RestáguAS é um projecto pioneiro implementado pela empresa municipal Águas de Santarém que visa a poupança de água e o combate ao desperdício no sector da restauração. Quem cumprir determinados critérios obtém um selo de qualidade focado na sustentabilidade.

A empresa municipal Águas de Santarém está a desenvolver um projecto de certificação de qualidade destinado aos restaurantes em Santarém, denominado RestáguAS e focado na sustentabilidade. A iniciativa pretende incentivar as boas práticas no sector da restauração com a atribuição de selo de “restaurante sustentável”, através da certificação de factores de sustentabilidade e combate ao desperdício.


Os critérios para a atribuição do selo de sustentabilidade RestáguAS terão em conta a avaliação efectuada através de uma grelha com múltiplos factores desenvolvida em conjunto com consultores e parceiros. “Vamos apreciar a actividade dos restaurantes, em diferentes vertentes, não só nos hábitos relativamente ao cliente, mas o funcionamento global do estabelecimento, a cadeia de abastecimento, a economia circular, a divulgação e a formação”, explicou o presidente do conselho de administração da Águas de Santarém, Ramiro Matos. Os restaurantes certificados com o selo RestáguAS vão poder exibi-lo nas suas montras e equipamentos, diferenciando-se como restaurantes sustentáveis.


A iniciativa teve uma pré-apresentação na inauguração do Festival Nacional de Gastronomia, em Santarém, por parte do presidente da Águas de Santarém e vai agora ser divulgada junto dos agentes locais, para início das certificações. O projecto tem vindo a ser trabalhado pela empresa, com a colaboração do Chef Rodrigo Castelo e do professor universitário Jorge Cancela.


Ramiro Matos adiantou que, no mesmo âmbito, existem outras parcerias que pretendem consolidar e que visam que o projecto não seja estático e apenas destinado à certificação, “mas que possa ser muito mais, possa ser um projecto de investigação e possa ser até um projecto académico, quer para o nosso ensino secundário quer para o ensino superior”.


“Tudo isto também foi possível com a ajuda do Chef Rodrigo Castelo, dando-nos a noção daquilo que pode ser feito e até onde pode ser feito na restauração e, também, do professor universitário Jorge Cancela com um grande track-record no domínio da sustentabilidade”, afirmou Ramiro Matos.


Refira-se que a Águas de Santarém tem vindo a implementar medidas no sentido de tornar a sua actividade mais sustentável e com maior benefício económico e ambiental. Exemplo disso é a certificação no Sistema de Gestão de Responsabilidade Social Corporativa alinhado com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Dos 17 ODS que constituem a Agenda 2030, a empresa subscreveu oito na sua gestão, tratando-se da primeira a obter, em Junho de 2022, tal distinção, em solo nacional.


Créditos da Notícia: O Mirante


Comments


bottom of page