top of page

Chef de Tavira é o primeiro português a vencer o maior prémio mundial para jovens cozinheiros

“É uma honra e um orgulho enorme receber este reconhecimento que foi o meu principal objeCtivo nesta competição. Ao longo desta jornada de dois anos tive a oportunidade de demonstrar a minha visão do que pode ser a alta gastronomia”.

O Chef Artur Gomes, jovem de 30 anos, natural de Tavira conquistou o prémio S. Pellegrino Social Responsibility Award, a maior competição internacional para jovens chefs. O tavirense tornou-se o primeiro cozinheiro português a alcançar a vitória nesta iniciativa.


“É uma honra e um orgulho enorme receber este reconhecimento que foi o meu principal objectivo nesta competição. Ao longo desta jornada de dois anos tive a oportunidade de demonstrar a minha visão do que pode ser a alta gastronomia e o chamado fine dining acreditando veementemente que a verdadeira Sustentabilidade se baseia em três pilares - a Ambiental, a Financeira e a Social”, escreveu o Chef no Facebook.


A competição internacional contou com a participação de 15 jovens Chefs e caracteriza-se por juntar a gastronomia à sustentabilidade. Artur Gomes foi o primeiro cozinheiro português a receber a distinção, que é um dos três galardões adicionais da Grande Final da S.Pellegrino Young Chef Academy Competition 2022-23, que se realizará em Milão, Itália, entre 4 e 5 de Outubro de 2023.


Segundo a organização, o prémio conquistado por Artur Gomes é “concedido ao chef cujo prato melhor traduza o princípio de que a comida sabe melhor quando resulta de práticas socialmente responsáveis, veiculando uma mensagem de sustentabilidade”.


“É a primeira vez que um Português recebe um prémio mundial na mais importante e influente competição gastronómica dedicada em exclusivo a jovens cozinheiros e é também por isso um motivo de orgulho maior, representar Portugal”, confessou o orgulhoso Artur Gomes no Facebook.


O prato vencedor foi Aipo “Vale das Lobas”, receita da autoria de Artur Gomes que demorou quase dois anos a desenvolver e que contou com a mentoria de Henrique Sá Pessoa.


“A responsabilidade social deve ser um compromisso colectivo que vai além do nosso restaurante. Com o meu prato, quis mostrar que a sustentabilidade deve começar nas nossas comunidades, nos nossos artesãos e na nossa região. A minha esperança é que através de construções sustentáveis, agricultura regenerativa e gestão de recursos não estejamos apenas a regenerar os solos, mas também as comunidades”, referiu o Chef.


Segundo Juliane Caillouette Noble da Sustainable Restaurant Association este prato conquistou o primeiro lugar por “não só defender ingredientes hiper-locais, como também mostrar os processos agrícolas regenerativos que estão a ser introduzidos tendo em mente a saúde do solo e o clima”.


Artur Gomes é actualmente chef consultor do grupo Nestlé. No currículo acumula passagens pelos restaurantes Celler de Can Roca, em Espanha, Noma e Noma Lab, na Dinamarca, Belcanto, em Lisboa, e Vale das Lobas, em Fornos de Algodres.


Créditos do Artigo: Postal do Algarve


17 visualizações

Comments


bottom of page