top of page

“Fruta feia” inspira novo gin produzido em Alcobaça com cinco citrinos na destilação

Há mais um gin a lutar contra o desperdício alimentar: depois do Casanova Dry Gin, destilado com Maçã de Alcobaça, surge agora o Casanova Citrus, que combina cinco citrinos provenientes de produções excedentes ou não comercializáveis, por serem considerados “fruta feia”.

Tal como o anterior gin de olhos postos no combate ao desperdício alimentar, o novo gin, o Casanova Citrus, é também produzido pela Lemos Figueiredo - Adega das Frutas de Alcobaça, com o apoio da app de combate ao desperdício alimentar Too Good To Go.


Lima, yuzu, toranja, limão e tangerina são os cinco frutos do Casanova Citrus, cujo processo produtivo é inspirado no clássico London Dry Gin, onde o zimbro selvagem e as sementes de coentro são macerados em álcool de cereais. As cascas dos citrinos são infusionadas a vapor durante a destilação, num alambique de cobre, resultando numa bebida vibrante e fresca.


Seguindo o mote da marca Casanova - “Love Your Gin. Love the Planet”-, a versão citrus apresenta-se também em garrafas Wild Glass, de vidro reciclado, e dá uma segunda vida a fruta que, de outra forma, seria desperdiçada: “A sustentabilidade continua a ser um dos principais pilares da nossa marca. Acreditamos que podemos salvar o planeta, não do dia para a noite, mas de garrafa em garrafa, e o consumidor já provou que está connosco nessa missão. Para o Casanova Citrus, quisemos, como sempre, usar e salvar fruta nacional e, aqui, a Too Good To Go mostrou-se ser o parceiro ideal, identificando produtores dos citrinos que necessitávamos e que precisavam de uma solução para as suas produções, como foi o caso da Cerlima, com quem trabalhámos”, diz Mariana Figueiredo, master distiller e responsável de marketing da adega.


O Casanova Citrus está disponível na loja online do produtor e fisicamente na loja Ginjinha d’Alcobaça, junto ao mosteiro da cidade, em dois tamanhos, de 500 e de 700 ml.


A marca Casanova surgiu em 2021 e é a única do país, no ramo das bebidas, a usar vidro 100% reciclado. Na versão original, é também o único gin certificado com a insígnia Maçã de Alcobaça e foi considerado um dos melhores do mundo, arrecadando prata na Internacional Wine and Spirits Competition (IWSC) de 2022.


Créditos da Notícia: J.M.A.


Comentários


bottom of page