top of page

Novas embalagens reutilizáveis permitem ao sector da restauração evitar desperdício e taxas

A Ecoceno lança novo serviço de embalagens reutilizáveis que permite a restaurantes e consumidores evitarem o desperdício e certas taxas. O novo lançamento, que conta com o apoio da Sociedade Ponto Verde (SPV) e do Ministério do Ambiente, já está disponível em vários pontos do país.

Para o estabelecimento, as novas embalagens ajudam a cumprir a lei relativamente à obrigatoriedade de oferecer uma embalagem reutilizável, ao mesmo tempo que reduz os custos associados à utilização de embalagens.


Já para o consumidor, evita o custo relativo à contribuição de 0,30€ sobre as embalagens descartáveis, e para o ambiente a necessidade de fabricar embalagens descartáveis, cuja produção e disposição em final de vida tem um impacto ambiental negativo.


O serviço de embalagens reutilizáveis da Ecoceno é ainda criado a partir da Embal, uma fabricante de embalagens de utilização única em alumínio para o mercado português.


Em Portugal, existem cerca de 50.000 estabelecimentos alimentares. Estamos habituados a boa comida, pelo que a diferenciação, muitas vezes, é conseguida ao nível da marca. Ter uma embalagem sustentável, atractiva e funcional começa a ser um critério de escolha relevante para o consumidor final”, conta o fundador Afonso Vieira.


A operar desde o início deste ano, a startup já disponibiliza oito tipos de embalagens reutilizáveis: embalagens comuns de 400, 700, 1000, 1300, 1500 e 2000ml, uma embalagem para pizza de 33cm e um saco de transporte.


Foi com esta iniciativa que a Ecoceno venceu o programa de inovação From-Start-to-Table, da Startup Lisboa, na categoria de “Tecnologia para a Restauração”.


Créditos do Artigo: PME Magazine


45 visualizações

Comments


bottom of page