Ofereça uma árvore neste Natal sem sair de casa | in "Postal do Algarve"

Os kits vendidos pelos CTT são convertidos em árvores e arbustos de espécies autóctones, como o freixo, o sobreiro, a azinheira, o medronheiro ou o castanheiro, entre muitas outras.

Nesta quadra natalícia, os CTT disponibilizam, em parceria com a Quercus o kit “Uma Árvore pela Floresta”, que pode ser adquirido online, sem sair de casa, através da Loja CTT (em packs de 5 unidades, com portes gratuitos no território nacional), ou em 300 Lojas CTT, espalhadas por todo o País. Através desta iniciativa já foram adquiridas e plantadas mais de 99 mil árvores.

Os kits vendidos são convertidos em árvores e arbustos de espécies autóctones, como o freixo, o sobreiro, a azinheira, o medronheiro, ou o castanheiro, entre muitas outras, que serão plantadas em Áreas Protegidas e Zonas Classificadas até à Primavera de 2021, com a participação activa de todos/as os voluntários/as que se inscreverem no website da campanha ou através do email voluntarios@quercus.pt.


Esta iniciativa tem como objectivo permitir que todos/as possam contribuir para "a reflorestação do território nacional e até participar activamente nas plantações em Áreas Protegidas e Zonas Classificadas do nosso País, em particular nas zonas mais afectadas pelos incêndios", explicam os CTT em comunicado.

Na edição deste ano está à venda o kit Fraxinus angustifolia ou o freixo-nacional, que pode ser adquirido por 3,50 euros na loja online em ctt.pt ou em cerca de 300 lojas CTT.


O kit “Uma Árvore Pela Floresta” possui também um QR Code, com uma mensagem sonora que disponibiliza notícias e instruções para o registo do kit no site www.umaarvorepelafloresta.quercus.pt, para que saiba onde a sua árvore vai ser plantada e para o caso de querer ser voluntário/a nas plantações a realizar.


Por outro lado, devido à pandemia que a todos/as afecta, as plantações previstas para esta nova campanha incluirão também as 8.000 árvores que não puderam ser plantadas em Março de 2020. Todas as plantações são organizadas no terreno pela QUERCUS, em colaboração com o ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.


Através desta parceria com a QUERCUS, os CTT reforçam a sua política de apoio à biodiversidade e de combate às alterações climáticas, expressa através dum portefólio ecológico ou carbonicamente neutro (Correio Verde, DM Eco e Expresso/Encomendas), da aposta na eficiência energética e carbónica, e da expansão da sua frota sustentável, a maior do sector no país, os quais permitiram aos CTT reduzir a sua pegada carbónica em 64% entre 2008 e 2019.


Créditos da Notícia: Postal do Algarve


#biodiversidade #alteraçõesclimáticas #reflorestação #sustentabilidade