Plataforma The Art of Tasting Portugal apresenta site | in "Náutica Press"

O projecto de divulgação e promoção da gastronomia portuguesa pretende promover os elementos que constituem esta área de forma agregadora e democrática, dinamizando acções a nível nacional, nas várias regiões de Portugal, e operacionalizando eventos em mercados externos estratégicos.

Apresentada no início de 2020, a plataforma The Art of Tasting Portugal tem neste momento o site online em https://theartoftastingportugal.com/ e conta com o Alto Patrocínio do Ministério do Mar e o Ministério da Agricultura do país. O seu objectivo é a dinamização nacional de acções regionais através da gastronomia, de forma digital e brevemente em eventos e acções físicas, assim como a comercialização de experiências diferenciadoras que promovam o sector primário nacional e o sector do turismo.


A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, destaca que “em 2020, um ano em que os desafios foram muitos e marcados pelo desconhecido, aumentámos as exportações de produtos agrícolas em 5%, face a 2019. E, olhando para a totalidade do complexo agroalimentar, também em comparação com 2019, aumentámos as exportações em 2,5%. Algo que também se registou no que respeita aos vinhos: em 2020, verificou-se um aumento não só no volume, 5,3%, mas também no valor, 3,2%, com um resultado de 846 milhões de euros, mais 26 milhões de euros do que no ano anterior. Estes números comprovam o reconhecimento internacional da qualidade e da segurança do que produzimos e corroboram a pertinência de projectos como esta plataforma. Promover os produtos nacionais é um desígnio que devemos abraçar diariamente, com orgulho e convictos de que todas e todos podemos fazer a diferença na projecção do país”.


O Ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, destaca que “A costa portuguesa possui características únicas que tornam o nosso peixe no Melhor Peixe do Mundo, reconhecido por chefs a nível internacional, e pela grande importância da gastronomia para todos os turistas que nos visitam e para quem este é um dos aspectos decisivos para voltar a Portugal. São muitos os factores que contribuem para esta afirmação, nomeadamente a variedade de espécies de pescado nas nossas águas, grande parte delas com elevado valor gastronómico, a biodiversidade de espécies e habitats que contribui para a diversidade existente, a qualidade nutritiva e a frescura que tornam o pescado e marisco português único e saudável, as práticas de pesca artesanais e sustentáveis que caracterizam esta tradicional atividade nacional e a proximidade dos pesqueiros que permitem que o pescado chegue em poucas horas às lotas de todo o país, com elevado grau de frescura e qualidade. A par desta realidade, a nossa Gastronomia caracteriza-se por uma riqueza de diferentes formas de preparar os produtos da pesca, que aliados aos produtos agrícolas, se tornam ainda mais valorizados. Em 2021 e apesar da conjuntura existente, o valor de pescado transaccionado nas lotas do continente português, aumentou 4,5%, quando comparado com o período homólogo 2020, e o preço médio aumentou 5,5%, passando de 3,33€/kg em 2020 para 3,55€/kg em 2021. O Ministério do Mar tem vindo a apoiar campanhas de promoção do consumo de espécies saudáveis, sustentáveis, de alto valor nutricional e abundantes nas nossas costas, como por exemplo o carapau e a cavala, bem como campanhas de promoção de pescado transformado, como é o caso das conservas, sector igualmente tradicional, e que em 2020 teve um excelente desempenho, com um aumento de 13,1% no valor das suas exportações, atingindo 256,6 milhões de euros. As boas expectativas relativamente à captura de sardinha nos próximos anos, a vocação marcadamente exportadora desta indústria e a inconfundível qualidade das conservas de peixe portuguesas, reforçam a importância estratégica deste sector no quadro da economia do mar. O Ministério do Mar louva todas as iniciativas que promovam os produtos portugueses e que contribuam para a valorização de um sector absolutamente estratégico para o nosso país, entre as quais se insere a campanha lançada recentemente pela DOCAPESCA-Portos e Lotas, SA nas redes sociais com o objectivo de dar visibilidade ao pescado na nossa Gastronomia.”


“Construímos um projecto agregador, democrático, que, na actual conjuntura que vivemos, assume ainda maior importância para a economia portuguesa. A tendência dos próximos tempos será dar prioridade ao local, regional, nacional de cada país. Será valorizar os produtores, os pratos com História e com inspirações modernas, a sazonalidade como regra e a sustentabilidade como premissa base. É aqui que vamos atuar no imediato, na dinamização de regiões e dos seus produtos, como argumento turístico e impulsionador económico. Acreditamos que em breve seremos também uma importante ferramenta de promoção externa de Portugal, com a presença integrada dos elementos que envolvemos na plataforma em acções que potenciem as exportações nacionais, que funcione como um convite a turistas a visitar o país e, acima de tudo, cimente a imagem de qualidade superior do país”, afirma Patrícia Dias, directora da Chefs Agency e The Art of Tasting Portugal, co-criadora da plataforma juntamente com a sua sócia e directora de eventos Adriana Fournier. “O reconhecimento da importância desta plataforma, do seu âmbito e do trabalho que estamos a desenvolver pelo Ministério do Mar e pelo Ministério da Agricultura, é um enorme impulso para a visibilidade da mesma e acreditamos que será um argumento para que outras entidades, públicas e privadas, se associem e fortaleçam o impacto destas acções “.

A plataforma apresenta uma narrativa semanal que viaja por Portugal, com a escolha de um produto dessa região, destaque ao seu produtor, selecciona um chef para desenvolver uma receita com esse produto, apresenta a escolha vínica do crítico João Paulo Martins e uma sugestão de hotel para estadia com a parceria estabelecida com a https://www.welovesmallhotels.com/ e de ligação a um artesão local através da rede http://www.portugalmanual.com/. Surge assim a possibilidade de uma experiência integrada, genuína, pertinente no tempo e única no nosso país.


Queremos que esta plataforma digital (site e redes sociais) apele ao nacionalismo na gastronomia, ao consumo dos produtos regionais (a cereja do Fundão, a flor de sal de Castro Marim, o peixe da costa dos Açores, o vinho da Madeira, entre tantos outros) com todas as influências internacionais que Portugal teve ao longo da História e que continuam tão presentes na alimentação diária dos portugueses e que são dos elementos mais referidos pelos estrangeiros que visitam o país. A comunidade de chefs nacionais, desde os mais mediáticos como Vítor Sobral, Rui Paula, Henrique Sá Pessoa, Diogo Rocha, Marlene Vieira, os chefs dos restaurantes típicos cujo trabalho que desenvolvem justificam viagens de muitos quilómetros por Portugal para provar os seus pratos emblemáticos ou jovens talentos como o chef Carlos Afonso que mantêm a energia deste sector, trabalham os produtos, promovem os produtores com quem trabalham e lhes asseguram esta matéria-prima essencial para o seu trabalho e, ao longo deste processo, enriquecem o receituário nacional.


Os vinhos portugueses são um dos produtos que tem conquistado mais notoriedade e reconhecimento internacional e são uma vertente essencial deste projecto. A Viniportugal apoiou o lançamento da plataforma The Art of Tasting Portugal e João Paulo Martins, um dos mais relevantes críticos nacionais na área vínica, é o curador da escolha semanal de vinhos, relacionados com a região em destaque, onde são privilegiadas as castas nacionais e a singularidade do terroir, que é tão rico em variado mesmo dentro de cada região vitivinícola, assim como a história associada a cada produtor.


As experiências turísticas comercializadas, que começam sempre pela perspectiva gastronómica, já estão disponíveis no site e permitem uma experiência única no tempo, desenvolvida à medida para os interesses de cada cliente, onde se enaltece a exclusividade e singularidade que existe em Portugal. O detalhe, enquadramento, a presença destas pessoas que integram o “mosaico” nacional numa experiência são uma forma de conhecer o melhor de Portugal.


A plataforma The Art of Tasting Portugal foi desenvolvida pela equipa da Chefs Agency, a primeira empresa nacional dedicada à gastronomia, com mais de 10 anos de actividade desenvolvida no mercado nacional e com presença internacional estratégica nos principais eventos de relevo neste sector. O projecto surge pela perceção de qualidade e singularidade dos nossos produtos e pela ambição de valorizar ainda mais este património tão único e especial que o país tem. Deste projecto faz parte uma equipa multidisciplinar que reúne criação de vídeo e fotografia, gestão de redes sociais, produção de eventos e logística, assessoria de imprensa estratégica e formação em cozinha e ciências gastronómicas.


A plataforma encontra-se, neste momento, em fase de oficialização de parcerias comerciais a nível internacional.


O projecto surge com a designação em inglês pois está consciente quanto à importância da apresentação da nossa gastronomia para o mercado externo, promovendo visitas de turistas e fomentando as exportações dos produtos nacionais.


Surge, assim, uma “janela” informativa e visualmente atractiva de pesquisa no vasto mundo da gastronomia portuguesa para quem vive e para quem visita Portugal, onde possa conhecer os melhores produtos do território, em cada época do ano. Porque dar a conhecer o melhor de Portugal, dentro e fora de portas, é estratégico e essencial.


Créditos da Notícia: Náutica Press


#portugalmanual #gastronomia #turismo #oqueeénacionaleébom #chefs #sustentabilidade #portugal #portugalsabebem #economia #sazonalidade #produtores #produtoresportugueses #gastronomiaportuguesa #madeinportugal #chefs #vinhos #foodinportugal