top of page

Só há duas mulheres na corrida a chef do ano

O concurso pretende eleger o melhor chef do ano ao longo de três etapas que acontecem a 10, 17 e 23 de Abril, no Porto, no Estoril e em Portimão. O júri é presidido pelo Chef António Bóia.



Em 2023, o grande vencedor foi Jeferson Dias, do restaurante Al Sud (uma estrela Michelin). No ano anterior, foi Ana Magalhães, do Six Senses Douro Valley. A 35ª edição do Chef do Ano ainda não elegeu vencedor, mas já se sabem quem são os 18 concorrentes apurados. Dos 18, há apenas duas mulheres.  


O concurso é dirigido aos profissionais de cozinha, residentes em Portugal e com mais de 25 anos ou mais de cinco anos de experiência profissional comprovada. As três etapas regionais realizam-se a 10, 17 e 23 de Abril, nas Escolas de Hotelaria e Turismo do Porto, Estoril e Portimão, respectivamente.


A 10 de Abril, a etapa Norte conta com Diogo Novais Pereira, do Porinhos, em Braga; João Carvalho, do World of Wine, em Vila Nova de Gaia; João Costa, do Euskalduna Studio, no Porto; Jorge Bolito, do The Yeatman, em Vila Nova de Gaia; Pedro Dias, do Culto ao Bacalhau, no Porto; e, finalmente, Vítor Miranda, do Pena Park Hotel, em Vila Real.


No Estoril, a 17 de Abril, é a vez de Diogo Carvalho, do Via Graça, em Lisboa; Filipe Silvestre, do Myriad by Sana Hotel, em Lisboa; Gonçalo Gonçalves, do Casa Plátano, em Fátima; Mário Santos, do Rossio Gastrobar no Altis Avenida, em Lisboa; Miguel Monteiro, do Octant Hotels Douro, em Castelo de Paiva; e Rui Leandro, do Royal Óbidos Spa & Golf Resort, em Óbidos. 


No último dia, 23, o concurso desce a terras algarvias. Os concorrentes são Bruno Augusto, do Tivoli Carvoeiro, em Lagoa; Bruno Reis, da Taberna da Villa, em Vila Nova de Gaia; Hugo Pereira, do The Lince Santa Clara Historic Hotel & Spa, em Vila do Conde; Miguel Pinto, do Vila Vita Parc, em Lagoa. Na etapa Sul e Ilhas, encontram-se as duas únicas mulheres apuradas para esta edição do Chef do Ano – Francisca Dias, do Casa do Gadanha, em Estremoz, e Marta Barcala, do Bomsenso by Hotel Cristal Porto, no Porto.     


Aos concorrentes é-lhes pedido que apresentem um menú composto por uma entrada de peixe ou marisco, um prato vegetariano, um prato de carne e uma sobremesa que inclua maçã de Alcobaça. Em todos os pratos, é obrigatório utilizar limão. O júri responsável por avaliar as provas é presidido pelo Chef António Bóia, do JNcQUOI Avenida. Pratos apresentados, a final acontecerá no início do Verão, em Lamego.


Créditos do Artigo: TimeOut


19 visualizações

Comments


bottom of page