top of page

As incríveis salinas cor-de-rosa de Tavira que parecem uma pintura impressionista

Em certas alturas do ano, atingem uma tonalidade rosada devido à acção de uma alga combinada com o sal. Um cenário surpreendente.

Sem qualquer interferência humana, existem lagos e lagoas espalhadas pelo mundo que adquirem tonalidades únicas e dão origem a uma combinação de cores improvável. Se imagina que estes fenómenos só acontecem em cenários exóticos e países distantes, saiba que não é preciso ir até tão longe para encontrar estas paisagens deslumbrantes.


Estas ocorrências naturais também existem em Portugal. Deixam qualquer um boquiaberto e nem parecem reais de tão bonitas que são. É o caso das incríveis salinas de Tavira que, em certas alturas do ano, podem adquirir uma tonalidade cor-de-rosa.


Os tons rosados que invadem as salinas do Algarve são um daqueles fenómenos naturais que vale a pena ver pelo menos uma vez na vida. O forte contraste de cores torna estes lagos de água salgada, que muitas vezes passam até despercebidos, em verdadeiros locais mágicos. E não mentimos quando dizemos que não é preciso aplicar nenhum filtro às imagens para intensificar os matizes de cor-de-rosa.

Rui Simeão, um dos mais antigos produtores locais de sal em Tavira, conta à NiT que a principal responsável por este fenómeno da natureza é uma alga que existe em lagos salgados, chamada Dunaliella salina, um dos poucos seres capazes de sobreviver em campos de sal.


Esta microalga produz de forma natural uma enorme quantidade de carotenóides, as substâncias responsáveis pelo pigmento alaranjado, roxo e cor-de-rosa. É a combinação destas algas, bactérias e a elevada concentração de sal que dá origem à coloração tão característica e única.


Como explicou Rui Simeão, a cor rosada fica mais intensa quando a concentração de sais ronda os 250 gramas por litro de água, algo que acontece várias vezes ao longo do ano. O contraste entre a água rosada, as algas verdes e o céu azul tornam o cenário ainda mais impressionante.


As salinas cor-de-rosa ficam no Parque Nacional da Ria Formosa, a 500 metros da barra de Tavira e longe de fontes de poluição. Devido ao seu posicionamento em relação à entrada da água do oceano, as salinas são completamente naturais e toda a água destes pequenos lagos vem directamente do mar.


Créditos do Artigo: NiT


103 visualizações

Comments


bottom of page