top of page

DRAP Algarve promove visitas a casos de sucesso do sector agroalimentar | in "Algarve Primeiro"

A Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP Algarve) retoma no próximo dia 10 de Maio as visitas a casos de sucesso nas áreas do agroalimentar e da economia do mar, apoiados por fundos comunitários, no âmbito da celebração do Dia da Europa.

As sessões, intituladas “Roteiros aMARaTERRA”, visam divulgar o que de melhor se está a fazer em termos de inovação, empreendedorismo e sustentabilidade, destacando o papel de empresários e empresas, que para a DRAP Algarve, «em muito contribuem para o esbater das assimetrias socioeconómicas e para a coesão territorial da região».

Neste primeiro roteiro, após o interregno a que a pandemia obrigou, serão visitados dois casos de sucesso nos concelhos de Lagoa e Silves, nomeadamente, o projecto de produção de framboesas, em hidroponia, e diospiros, em modo de produção biológico, Sr. Berry Unip. Lda, apoiado pelo PDR2020; e o projecto da Área Marinha Protegida de Interesse Comunitário (AMPIC) do Algarve apoiado pelo MAR2020.

Sr. Berry, é um projecto que nasceu em Lagoa, fundado por um casal de jovens com a visão de implementar uma nova forma de produção agrícola no Algarve, aproveitando as excepcionais condições climáticas da região, para desenvolver a produção de pequenos frutos vermelhos em hidroponia destinados à exportação.

O projecto teve início numa candidatura PRODER, sendo posteriormente submetidas diversas candidaturas ao abrigo do PDR2020, sendo actualmente uma empresa reconhecida e premiada com uma menção honrosa de Melhor Jovem Agricultor em 2015; em 2018, com menção honrosa de empresa agrícola a nível nacional, e já durante este ano, vencedora do prémio TalentA, iniciativa da Corteva e CAP.

O objectivo da Sr. Berry é desenvolver uma agricultura moderna, saudável e sustentável, com grande respeito pelo meio ambiente e integração na natureza, em todas as suas fases de produção e desenvolvimento e obter máxima qualidade com o mínimo de recursos. A estratégia da empresa consiste na produção, com elevados padrões de quantidade, qualidade e segurança alimentar, de framboesas, e na respectiva comercialização em mercados externos de elevado valor acrescentado.

Neste momento produz amoras, framboesas e diospiros. O objectivo é aumentar a capacidade de produção de diospiros para responder à procura de mercado. A tecnologia utilizada pela Sr. Berry na exploração é a hidroponia – cultura sem solo. O substrato orgânico é composto por várias substâncias 100% naturais. A fruta produzida na SR Berry é 100% natural e é certificada pela Global GAP e GRASP.

Já o projecto para a criação da Área Marinha Protegida de Interesse Comunitário (AMPIC), no Algarve, tem por objectivo principal demonstrar o valor natural e cultural de excelência da zona.

Foi apresentada proposta ao governo em Março deste ano, num processo participativo inédito em Portugal, com o envolvimento de várias entidades da região, unidas por este interesse comum, pretendendo promover a pesca local e o turismo de natureza sustentáveis, a par com a preservação e proteção dos valores naturais, biodiversidade, bem como incentivar a literacia oceânica das comunidades residentes e visitantes.

As iniciativas apresentadas no âmbito deste projecto representam um investimento no valor de 199 mil euros comparticipado a 100% pelo PO MAR2020; a proposta para a futura AMPIC do Algarve situa-se na zona da baía de Armação de Pêra, entre o Farol de Alfanzina e a Marina de Albufeira, abrangendo até uma distância da costa por volta dos 50m de profundidade. O impacto da sua existência alarga-se à região circundante, nomeadamente a todas as freguesias costeiras.


Créditos da Notícia: Algarve Primeiro


Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page